Tecnologia na escola: 10 recursos que podem transformar a sala de aula

Tecnologia na escola: 10 recursos que podem transformar a sala de aula

Powered by Rock Convert

O mundo está cada vez mais digital e o uso de recursos tecnológicos já é uma realidade que se faz presente no dia a dia das pessoas. As crianças e os jovens dos tempos atuais já nasceram dentro desse contexto, por isso, uma boa estratégia para o desenvolvimento dos jovens no que diz respeito à educação é aproveitar os benefícios da tecnologia na escola. Descubra agora os recursos que podem transformar a sala de aula, motivar os alunos e melhorar os resultados dentro do processo de ensino e aprendizagem.

1. Aprendizagem baseada em Projeto

O trabalho desenvolvido a partir de uma metodologia ativa como a PBL (Project Based Learning), ou Aprendizagem Baseada em Projeto, em português, coloca o aluno como protagonista no processo de construção do conhecimento. E, entre os recursos para o desenvolvimento do projeto proposto pelo professor, a etapa de pesquisas é essencial. Como estratégia de incentivo do uso de tecnologia na escola, é essencial a orientação para utilização de recursos digitais na busca de conteúdos relevantes e informações que complementem cada projeto. As ferramentas de busca online trazem diversidade de materiais, fontes para entrevistas e profissionais especializados na área do projeto que está em desenvolvimento – por isso, são tão importantes neste modelo metodológico.

2. Blogs de conteúdo

Outra maneira de incentivar a construção coletiva de conhecimento com suporte da tecnologia na escola é a criação de blogs de conteúdo. O blog é um espaço democrático, no qual todas as linguagens podem ser trabalhadas – além da própria escrita. Fotos, vídeos, artes e infografia são alguns dos modelos de conteúdos que também podem ser postados. A criação do blog pode se dar a partir de um projeto e ter caráter interdisciplinar ou, ainda, servir como registro da rotina diária de uma determinada turma. As possibilidades são muitas e, além de estimular a comunicação e a criatividade, essa atividade favorece o engajamento com a rotina diária de estudos e melhora o relacionamento entre os integrantes da turma.

3. Jogos digitais

Atividades lúdicas são comprovadamente efetivas nos processos de ensino e aprendizagem – inclusive, fazem parte dos princípios pedagógicos da Base Nacional Curricular. A partir dessa premissa, um dos caminhos para uso de tecnologia na escola é apostar nos jogos digitais para estimular a criatividade, o raciocínio lógico e a capacidade de resolução de problemas.

4. Visitas virtuais

Muitos museus, bibliotecas e patrimônios culturais abrem suas portas periodicamente para visitas virtuais. Incluir esse conteúdo, contando com a orientação e acompanhamento dos professores, é uma maneira de ampliar o conhecimento passado em sala de aula, além da chance de tomar contato com obras de arte, livros e outras peças de valor histórico e cultural. Com o bom uso da tecnologia na escola, abre-se uma grande oportunidade de diminuir distâncias e possibilitar vivências diversas. E tudo isso dentro da sala de aula!

5. Áreas de compartilhamento (nuvens)

A criação de áreas comuns de compartilhamento de conteúdo (ou nuvens) possibilita que professores e alunos tenham a possibilidade acessar materiais de estudo ou complementares de qualquer lugar em que estejam. Outra facilidade que esse recurso oferece é a criação de pastas personalizadas, nas quais outros conteúdos interessantes podem ser arquivados e consultados por todos a qualquer momento.

6. Videoaulas complementares

Os conteúdos ministrados sala podem receber reforços importantes através de outra ferramenta: a videoaula. Além de repassar as matérias das disciplinas, esse recurso pode ser utilizado como um veículo para informações complementares, objeto de estudo ou, ainda, base para projetos que os alunos tenham que desenvolver. Também vale estimular que os alunos pensem na produção de vídeos como produtos finais de projetos, ações de engajamento dentro da sala e com outras turmas e em parceria com os professores.

7. Plataformas de interação (entre alunos e professores)

Alguns colégios já trabalham com sistemas integrados de comunicação entre pais, alunos e professores. Estender o uso dessa tecnologia na escola para dentro da sala de aula tende a trazer muitos benefícios, como: acompanhamento do desenvolvimento de cada aluno (a partir de atividades propostas via plataformas), estimular a comunicação e o livre debate de ideias (via fóruns) e reforçar o canal como fonte para retirada de dúvidas.

8. Aplicativos

Quando se fala da utilização de tecnologia na escola como forma de transformação, não se pode deixar de abordar uma proposta que contemple a utilização de aplicativos. Atualmente, existe uma grande variedade de apps destinados exclusivamente ao ensino: com foco em conteúdo, com exercícios para serem resolvidos ou, ainda, com a proposição de desafios. É possível indicar uma lista de aplicativos e incluí-los nas atividades ou, ainda, desenvolver um modelo próprio para sua escola. A familiaridade com o uso de apps é um fator positivo entre a maioria dos alunos, por isso, é possível trabalhar com essa ferramenta e explorar todo seu potencial.

9. Pesquisas guiadas

As aulas de Geografia e História podem ganhar um incremento especial com o uso de ferramentas como Google Earth e Google Maps. Isso porque, nesses ambientes, é possível colocar em prática a pesquisa com base em conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas. Aprender com o auxílio de recursos visuais e em tempo real sobre mapas, distâncias, localização, terrenos, escala… tudo isso pode ser feito com o auxílio da internet e a orientação do professor.

10. Livros digitais

As aulas de Língua Portuguesa e Literatura também podem sair ganhando com o implemento de ferramentas voltadas para tecnologia na escola. Muitos alunos acabam não desenvolvendo o hábito da leitura de livros, principalmente em sua forma tradicional (de papel), devido ao contato cada vez mais frequente com as telas. Oferecer a versão digital pode ser uma saída que reverta essa situação. Aproveitar essas plataformas digitais para indicar leituras necessárias em outras disciplinas, sugerir pesquisas de e-books sobre conteúdos específicos ou orientar a busca de materiais de apoio disponíveis em livros digitais são algumas das possibilidades para aperfeiçoar o processo de ensino e aprendizagem.

 

Gostou do nosso conteúdo? Deixe um comentário abaixo! Até o próximo.

Por: Equipe ZOOM education

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.