Sete dicas para incentivar as crianças a terem uma alimentação mais saudável - ZOOM Education

Sete dicas para incentivar as crianças a terem uma alimentação mais saudável

A formação de hábitos para uma alimentação saudável está diretamente ligada aos aspectos educacionais que envolvem a família e a escola.
A instituição de ensino precisa orientar os pais a cuidar da rotina da alimentação de seus filhos, até porque a qualidade da alimentação interfere no rendimento escolar e aprendizado. Os pais também devem explicar às crianças porque alguns alimentos são importantes e outros devem ser evitados. Esses ensinamentos terão reflexo na saúde de seu filho e, portanto, no seu desenvolvimento escolar. Além disso, a boa alimentação previne um dos problemas que está cada vez mais frequente durante a infância: a obesidade.
Quanto antes as crianças aprenderem que alimentação é um assunto sério, mais facilmente os responsáveis poderão moldar o seu paladar. Pensando nisso, separamos algumas dicas para te ajudar nesse desafio:
Deixe a criança participar
Envolvendo a criança nas decisões sobre a alimentação pode despertar o seu interesse. Eles podem adorar ir ao supermercado com você e ainda ajudar na preparação dos alimentos: deixe que eles coloquem o queijo ralado por cima do molho do macarrão e que ainda escolham entre o abacate e a maçã para a sobremesa.
Disfarce
Misture aquele alimento que a criança não gosta em meio à comida que ela mais gosta de forma que ela nem perceba o que está realmente comendo. Você pode, por exemplo, picar alguns tipos diferentes de legumes e verduras no processador e misturar no arroz de forma que a criança não perceba que está comendo as verduras e legumes. É uma maneira indolor de melhorar a alimentação dos pequeninos.
Determine horários
Os horários das refeições devem estar de acordo com os hábitos e rotina da família. O ideal é que sejam feitas refeições e lanches com intervalos de três a quatro horas. Envolva todos e mantenha os aparelhos eletrônicos longe para evitar distrações.
A criança come com os olhos
Assim como acontece com os adultos, as crianças quando veem um prato bonito despertam o paladar. Então, uma boa ideia é enfeitar o prato da criançada de maneira divertida, com carinhas e personagens.
Respeite
Se a criança já experimentou o alimento por duas ou três vezes e ainda assim não conseguiu comer, os responsáveis devem entender. Afinal, a criança pode realmente não ter gostado daquele alimento.
Sem chantagens
Não é saudável que as sobremesas, guloseimas frituras e fast foods sejam tratadas como prêmios. Não faça chantagens como:”Só ganha a sobremesa se comer tudo”, ou “Se comer tudo vamos ao cinema”. Isso impede que a criança tenha autonomia para decidir quando já está satisfeita e ainda promove à eles uma visão negativa sobre a alimentação.
Dê o exemplo
Não adianta querer que seu filho se alimente bem se a própria família não faz isso. Ela deve ser o exemplo. O que você faz em casa é encarado como o “normal” por ele e a partir daí a imitação é natural.

Powered by Rock Convert
Por: ZOOM education for life