Captação de Alunos: 10 ações estratégicas para ter resultados concretos - ZOOM Education

Captação de Alunos: 10 ações estratégicas para ter resultados concretos

Powered by Rock Convert

A captação de alunos é uma das maiores preocupações das instituições de ensino. Com a grande quantidade de colégios, faculdades e curso livres, a competição para efetivar novas matrículas se torna um desafio. No Brasil, existem mais de 50 mil unidades de escolas privadas de educação básica, de acordo com o último Catálogo de Escolas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Mas, calma! A captação não é um bicho de sete cabeças. 

A internet é uma grande aliada para divulgar uma organização de ensino, possibilita mensurar resultados e direcionar para atingir a pessoa certa. Além de ser uma ferramenta poderosa para a captação de alunos, permite coletar informações que ajudam a entender o que o cliente está buscando.

Por isso, não basta só se preocupar em oferecer ensino de qualidade, materiais atualizados, professores qualificados, estrutura diferenciada, investir em programas adicionais que agreguem no desenvolvimento do estudante, como aulas bilíngues ou de programação de robótica, por exemplo, se todos esses pontos positivos não estiverem chegando ao conhecimento das pessoas.

Como fazer isso?

Confira abaixo 10 dicas para definir uma estratégia de sucesso para aplicar no seu marketing educacional.

Por que usar marketing digital para captação de alunos?

Para se destacar aos olhos do cliente é preciso, primeiramente, ser conhecido por ele. É pelas buscas na internet que as pessoas se baseiam para tomar a maioria das decisões de compra hoje. Ter a marca encontrada no Google com facilidade, anúncios chegando para a pessoa certa e reconhecimento para o colégio, universidade ou escolas de cursos livres são alguns dos benefícios que ter um planejamento de marketing digital pode proporcionar. 

Sendo assim, para garantir a presença digital da instituição de ensino, a campanha de captação de alunos deve focar em planejamento, mensuração de resultados e ajustes. O planejamento irá ajudar a executar as ações baseando-se em objetivos. A mensuração mostra os resultados obtidos em cada atividade realizada para que você possa fazer melhorias nas próximas campanhas ou saber o que deu certo para continuar aplicando. E a fase de ajustes é importante porque na internet tudo é fluido, ou seja, ou marketing digital não é uma prática exata, mudanças sempre serão necessárias.

Uma boa estratégia de captação de alunos tem:

    1. Persona

      Definir a persona é parte importante de uma estratégia de captação de alunos. Isso ajuda a entender quem é o seu estudante ideal para nortear a comunicação que a instituição de ensino irá fazer.

      O que é persona e como elaborar?
      A persona é um perfil semifictício, desenvolvido a partir de dados reais, que representa o consumidor ideal de uma marca. É uma ferramenta mais direcionada em relação a definição de público, o que garante que a estratégia seja totalmente focada nas necessidades do seu cliente. Especialistas acreditam que criar a persona é a base do planejamento de marketing digital.

      Para dar origem à persona é preciso realizar uma pesquisa com seu público, para intensificar o que você sabe dele. As respostas irão contribuir para que se descubram informações específicas sobre hábitos, comportamentos, gostos e necessidades. Diferente do público que fornece dados generalizados, a persona tem nome, idade, endereço e profissão.

    2. Jornada de compra

      A jornada de compra, também conhecida como funil de vendas, é parte importante da sua estratégia de captação de alunos, pois auxilia a identificação de qual etapa sua persona se encontra em uma lógica de: atração, conexão e conversão.

      Como funciona?
      A jornada se estabelece da seguinte maneira:
      – Atração: dentro do seu planejamento, é preciso criar meios para que pessoas passem a conhecer sua escola, faculdade ou curso e passem a ser visitantes. Não necessariamente essa pessoa está procurando por uma instituição de ensino, por isso o que importa nessa etapa é fazer sua marca conhecida.
      – Conexão: nessa fase da jornada, é preciso manter o interesse do visitante na sua marca, fazendo com que ele se torne um lead, ou seja, um potencial aluno.
      – Conversão: é nesse momento que a persona está apta a ser seu cliente e realizar a matrícula.

      A jornada do aluno não é um trajeto linear. Ele pode percorrer as etapas em ordens diferentes, muitas vezes voltando a fases pelas quais passou anteriormente.

    3. Entender as dores do cliente

      No primeiro tópico, falamos sobre a definição de persona e como a execução dessa estratégia é fundamental para o seu marketing educacional na internet. Uma das características que se obtém na criação da persona é o diagnóstico das dores do aluno, ou seja, as necessidades. Ter essa informação possibilita que a comunicação mostre ao cliente que a instituição de ensino possui o “analgésico” que ele precisa.

    4. Posicionamento de marca

      Para garantir a presença da escola na internet e atingir o cliente certo, outra medida importante é o posicionamento de marca. Deixar claro o que a instituição oferece, quais são seus valores institucionais, que causas apoia, etc., gera identificação do público com a empresa, construção de imagem e diferenciação da concorrência, entre outras vantagens.

    5. Identidade visual

      A identidade visual é o rosto da sua escola. Esse elemento precisa refletir os serviços oferecidos, a imagem que você quer que o cliente tenha da marca, cores, símbolos e letras pensadas estrategicamente, além de outras características gráficas que auxiliem a posicionar a marca da sua instituição.

    6. Marketing de conteúdo

      Com a persona definida, a identificação da jornada do cliente e o posicionamento que a escola quer divulgar decidido, é hora de colocar tudo isso em prática. O marketing de conteúdo tem o objetivo de oferecer informação de qualidade, seja por meio de blog, posts, rede social e até mesmo o site, para atrair novos negócios, se relacionar com o cliente e aumentar o conhecimento da instituição.

    7. Mensurar resultados

      Uma grande vantagem do marketing digital é a possibilidade de analisar os resultados obtidos em cada campanha. Para isso, defina métricas e indicadores de performance. Isso irá garantir que se descubra se a sua estratégia está no caminho certo, como o seu conteúdo é consumido e se suas ações estão gerando e qualificando matrículas.

    8. Anúncios patrocinados

      As redes sociais permitem que se impulsione uma marca de forma paga. Os anúncios patrocinados são mais baratos do que as mídias tradicionais, possibilitam mensurar os resultados e também oferecem mecanismos de segmentação para que a campanha seja direcionada exatamente para quem ela precisa atingir.

    9. SEO

      Entender como funciona a otimização para mecanismos de buscas (SEO) é importante, pois pensar seu conteúdo estrategicamente por meio dessa ferramenta pode melhorar o posicionamento do site da instituição, aumentando as chances de captação de alunos.

    10. Retenção de alunos

      Por fim, a captação de alunos também pode ser feita retendo os estudantes que já são seus clientes. Para isso, a sua estratégia precisa focar em criar relacionamento e impulsionar o boca a boca.

 

 

Por: Equipe ZOOM education